Site criado em 25/01/2002
Agora 10 usuários on line Data: 30/4/2016
Horas:
Home
Contato
 
HOME
Clique na foto

“Todos os homens nascem livres e iguais em dignidade e direitos”.
Declaração Universal dos Direitos do Homem.

“Ao deixar esta terra abençoada do Brasil, eleva-se na minha alma um hino de ação de graças ao Deus altíssimo... (E deixo-vos) na certeza do amparo maternal de Nossa Senhora da Penha, que ao seu Santuário, protege esta Cidade Maravilhosa.” João Paulo II




VATICANO EM 3 D

Cappella Sistina.
Basilica di San Pietro.
Basilica di San Paolo fuori le Mura.
Basilica di San Giovanni in Laterano.



Foto: Gen Theophilo Gaspar de Oliveira
Cmt Militar da Amazônia.



FRASES

“Estaremos sempre solidários com aqueles que, na hora da agressão e da adversidade, cumpriram o duro dever de se oporem a agitadores e terroristas de armas na mão, para que a Nação não fosse levada à anarquia”.
Gen Ex Walter Pires de Carvalho e Albuquerque.
Ex Ministro do Exército.

“O exercício concreto da liberdade de expressão, pelos profissionais da imprensa, tem fundamento na Constituição da República, que assegura ao jornalista o direito de expor crítica, ainda que desfavorável e em tom contundente, contra quaisquer pessoas ou autoridades”.
Ministro Celso de Mello, do STF.



A FRASE DA SEMANA

“O Lula é o Partido dos Trabalhadores. O Lula é o retrato do PT, partido envolvido em corrupção, sem compromisso com as questões de natureza ética, sem limites”. “É muito triste o que nós estamos vendo, e o que a sociedade espera é que seja apurado com rigor e que se faça justiça".

Governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB).
(O Globo, G1, 30 de janeiro de 2016).


MANIFESTAÇÃO DO DIA 13 DE MARÇO

O Clube Militar, solidário às entidades organizadoras da Manifestação programada para o próximo domingo, dia 13 de março, convida os associados e amigos para marcarem suas presenças nesse ato de propósitos democráticos.



AV. PAULISTA FECHADA CONTRA CONFRONTO ENTRE MANIFESTAÇÕES PRÓ E CONTRA DILMA

Manifestantes pró-Dilma não poderão se manifestar na Paulista neste domingo, 13 de março, diz Alckmin

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), disse nesta terça-feira, 8, que não será permitido ato pró-Dilma Rousseff neste domingo, 13, na Avenida Paulista, quando grupos que defendem o impeachment da petista organizam um ato. A determinação de que grupos de esquerda, como a CUT e o MST, não poderiam se manifestar na Paulista neste domingo já havia sido anunciada pelo secretário de Segurança do Estado, Alexandre de Moraes, sob alegação de que a manifestação pró-impeachment foi marcada antes e é preciso todo cuidado para evitar o confronto entre grupos antagônicos.
Em entrevista à rádio Jovem Pan, nesta manhã, Alckmin disse que a segurança dos manifestantes está garantida no dia 13 e que não serão permitidos atos pró e contra o impeachment nos mesmos local e horário. "Nossa posição é extremamente clara, temos que apressar uma decisão, o Brasil não aguenta mais uma espiral recessiva sem precedente", afirmou. "A situação política se agravou ainda mais e domingo estamos preparados aqui em São Paulo para oferecer toda a segurança para que as pessoas possam se manifestar."
"Havia uma solicitação para ter uma outra manifestação no sentido contrário e dissemos: no mesmo local não pode. Esse pleito a favor do impeachment e contra a corrupção já estava pré-agendado há mais de um mês, não tinha nada a ver com a operação ocorrida na semana passada (condução coercitiva de Lula)", disse Alckmin, em referência à 24ª fase da Lava Jato. "É direito constitucional o direito à manifestação, mas é dever do poder público garantir a tranquilidade e a manifestação da população, a polícia está preparando um trabalho pormenorizado."
Sobre a condução coercitiva de Lula, na sexta-feira passada, 4, para depor no âmbito da Lava Jato, o governador de São Paulo disse à Jovem Pan que Lula não deveria usar subterfúgio para fugir da Justiça. "Todos são iguais perante a lei, aliás, quem foi presidente, governador, prefeito tem até mais responsabilidade e mais dever do que o cidadão comum em prestar conta porque conhece a lei e sabe o que pode e não pode."
(MSN / Estadão, 08 de março de 2016).

Jornalista desmascara mentira de Lula usada para atacar o juiz Sergio Moro
(Fonte: Correio do Povo, 6 de março de 2016).




PALESTRA DO GEN THEOPHILO GASPAR DE OLIVEIRA

Guerra na Fronteira

“A Colômbia está usando o desfolhante “agente laranja” para acabar com plantações de coca, mas está poluindo gravemente o rio Solimões”.
“Para mim, isso já é uma guerra. Não é mais um delito, é uma guerra”.
Levantamento dos problemas enfrentados pelo Exército Brasileiro para proteger as fronteiras nacionais, especialmente na região Norte do país, e a consequente necessidade de investimentos em tecnologia e pesquisas para combater o crime, fizeram parte da palestra aplicada pelo comandante do Comando Militar da Amazônia (CMA), general de Exército Theophilo Gaspar de Oliveira. realizada na sede da unidade militar, na zona Oeste de Manaus.
O militar mostrou o painel “Guerra na Fronteira”. Sem poupar palavras nem minimizar impactos, o general Theophilo Gaspar mostrou que a Amazônia está aberta para crimes como exploração e contrabando de minerais, entrada de armamento pela fronteira com a Venezuela que, segundo ele, “está inundada por fuzis Kalashinikov”, a imigração ilegal tanto vinda do Haiti como, recentemente, do Senegal (de janeiro a maio deste ano, 30 mil estrangeiros entraram no país de forma não autorizada).
“A Colômbia está usando o desfolhante ‘agente laranja’ para acabar com plantações de coca, mas está poluindo gravemente o rio Solimões”, revelou o general, acrescentando que a guerrilha Sendero Luminoso está voltando à ação com força total, desta vez associado ao narcotráfico. “Para mim, isso já é uma guerra. Não é mais um delito, é uma guerra”, disse o comandante.
O comandante se mostrou preocupado com o que chamou de ‘grande vazio’, ou seja, a falta de órgãos de segurança que, de forma efetiva possam monitorar as fronteiras e assegurar segurança ao país. “Temos um grande vazio de órgãos da segurança em comparação com o Sul e Sudeste e parte do Centro-Oeste”, declarou.
Além dos criminosos, as fronteiras brasileiras enfrentam a falta de recursos e tecnologia para protegê-las, apontou o general.
“Não temos tecnologia. As naves pequenas, de voo baixo, não são captadas pelos radares do Sipam/Sivam e Cindacta. Precisamos de radares que alcancem essas aeronaves”, exemplificou.
O próprio Tribunal de Contas da União (TCU) confirmou que o Plano Nacional de Fronteiras, que permitira ao Planalto coordenar a proteção da soberania nacional, “simplesmente não existe”, apontou Theophilo Gaspar.
“Nós (o Exército) já levantamos todos os dados. Sabemos onde estão e o que está acontecendo em cada ponto das fronteiras amazônicas.
Mas como vamos fiscalizar tudo isso? Precisamos de recursos para investir em tecnologia e pesquisa. O Exército não poderia sofrer nenhum corte de orçamento, sob risco de ficar até sem combustível para voadeiras e hoje já estamos sofrendo cortes”, disse o palestrante. “Estamos perdendo pouco a pouco a soberania do nosso país”, resumiu.
(Diário do Brasil, jornal Em Tempo, 19/02/2016).

304ª Reunião do Alto-Comando do Exército

Na primeira semana de fevereiro, ocorreu, na Capital do Brasil, a 304ª edição da Reunião do Alto-Comando do Exército, a RACE, com a participação de oficiais-generais do Alto-Comando do Exército, os designados para o Ministério da Defesa e aqueles que estão à frente dos Órgãos de Assistência Direta e Imediata do Comando.
A primeira RACE de 2016 tratou de temas como orçamento, plano de carreira, remuneração, jogos olímpicos, núcleos de assessoramento jurídicos do Exército e outros importantes assuntos administrativos.
Segundo o Comandante do Exército, General de Exército Eduardo Dias da Costa Villas Bôas, foi uma reunião intensa e muito produtiva. “Estamos iniciando o ciclo de planejamento de quatro anos e essa foi a primeira reunião desse ciclo. Foram encaminhados temas que vão orientar os próximos anos de atividade da Força”, esclareceu.

(Noticiário do Exército, 05 de fevereiro de 2016).

COMENTÁRIO

Está na hora de isolar os civis que no Ministério da Defesa estão ditando normas de comportamento para as Forças Armadas. Quem entende de estratégia e organização militares, são os chefes militares.
José Geraldo Pimentel



O EXÉRCITO QUE PERTENCI

Os militares e os comunistas

Os militares com o apoio da sociedade civil, inclusive da imprensa, como mostram as manchetes dos jornais da época, conseguiram interromper a marcha do comunismo que batia às nossas portas, levada pela aproximação do governo João Goulart com a Ex-URSS. Havia muitas greves e indisciplina nos quartéis.
Muitos anos depois, quando os militares restituíram o poder aos políticos, começaram a surgir movimentos contrários aos militares. Pessoas que não viveram o período dos governos militares trabalham visando recontar a história, eivada de mentiras e ofensas gratuitas. Essa propaganda tem influenciado parte da nossa juventude.
O período em que o país mais cresceu foi durante o governo do Gen Garrastazu Médici. Era popular a ponto de seu nome ao ser anunciado no rádio, as plateias dos estádios de futebol o aplaudiam de pé. No último governo militar, o Gen João Batista Figueiredo determinou que a Lei da Anistia fosse "Ampla, Geral e Irrestrita", contrariando lideranças civis que ficaram no Brasil, temendo o regresso dos que se refugiaram no estrangeiro e pudessem regressar em paz e reincorporarem à vida política.
Hoje se não fora a intervenção dos militares, inclusive ganhando a luta empreendida nas cidades e na selva, - terrorismo e assaltos às instituições financeiras, Guerrilha do Araguaia, - estaríamos iguais à Colômbia, com uma FARC brasileira.
Os governos ditos populares de Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff veem destruindo a nossa economia com quebra de empresas estatais, como a Petrobrás e paralisação da indústria. Falta dinheiro para pagar médicos, professores, parte do funcionalismo civil e, até, policiais militares de alguns estados. Quando a presidente Dilma Rousseff fala em ajuste fiscal, quer aumentar os impostos, recriar a CPMF, e jogar o ônus das despesas em cima dos trabalhadores.
É tempo de a nossa juventude acordar e pensar no futuro. O país será o que vocês forem amanhã.

José Geraldo Pimentel

Rio de Janeiro, 28 de janeiro de 2016.



NOVELA 'VELHO CHICO'

Benedito Ruy Barbosa: 'Odeio história de bicha'

A novela 'Velho Chico' mal começou e já teve torta de climão na festa de lançamento, que rolou na noite de segunda (7). João Miguel Junior Benedito Ruy Barbosa (Benedito Ruy Barbosa), supervisor da trama, deu sua opinião que, diferente da pizza, a gente não pediu sobre o que o público quer ver. E a resposta foi: “Odeio história de bicha. Pode existir, pode aceitar, mas não pode transformar isso em aula para as crianças. Tenho dez netos, quatro bisnetos e tenho um puta orgulho porque são tudo macho pra cacete?”
E ele não parou por aí: "Não sou contra, não acho errado. O que acho é que quando eu tenho na mão 80 milhões assistindo minha novela, tenho que ter responsabilidade com as pessoas que estão me assistindo. Tenho que saber que tem muito pai que não quer que o filho veja, porque eles não sabem explicar, não sabem como colocar. Muita gente reclama disso para mim. O que não é justo é você transformar: só é normal o cara que é bicha, o que não é bicha não é normal. A mulher que é sapatona é perfeita, a que não é sapatona não é legal. É assim que estamos vivendo."
(MSN, 10 / 03 / 2016).

COMENTÁRIO

‘Dignidade, já!’ Diz o lema dos homossexuais.
Concordo plenamente com o supervisor da nova novela ‘Chico Velho’. Sua opinião reflete o pensamento de quase a totalidade das pessoas. Querer transformar o mundo num ninho de ‘bichas’, é atentar contra com o decoro público.
José Geraldo Pimentel



UM 2015 PARA SER ESQUECIDO

As instituições na democracia

Um caso inusitado aconteceu no Congresso Nacional. A Polícia Federal prendeu um senador da república, Delcídio do Amaral (PT), líder no governo no Senado Federal.
A prisão não foi arbitrária, tendo seguido os trâmites legais. Flagrante, determinação do Ministério Público Federal e autorização do Supremo Tribunal Federal; mas uma agressão à harmonia dos Três Poderes.
O Senado Federal teve a oportunidade de anular a prisão do senador, mas não o fez, dando aval à prisão de um membro do parlamento. No meu ponto de vista deveria ter anulado a prisão e aberto um processo de cassação do senador.
Vê-se que o Congresso Nacional está vivendo uma crise de identidade; tal e qual as Forças Armadas.
No caso das FFAA os Comandantes de Forças, depois de perderem o status de ministros, foram proibidos de acompanharem os desfiles militares no mesmo palanque das autoridades civis, entrarem no elevador em que adentrar a presidente da república, obrigados a assinarem acordo em que admitem que na Academia Militar das Agulhas Negras se tortura os cadetes nas instruções de campo, obrigados a retirarem de seus sites as referências à participação das FFAA na derrubada do governo do Senhor João Goulart e na intentona Comunista de 35. Assistem impassíveis à criação de Centros de Memória em locais onde foram recolhidos presos na luta armada das décadas de 60 e 70. Testemunham à troca de nomes de ruas e logradores públicos que homenageavam militares por de elementos da luta armada e assemelhados. Distribuem medalhas e condecorações a todos os ex-terroristas e ex-guerriheiros que lutaram contra a Instituição Militar, - “por relevantes serviços prestados ao país e às FFAA”, - afirmam.
A tudo assistem sem mover uma palha. Dá a impressão que confundem covardia com disciplina militar. No mínimo querem com agrados e condecorações trazer para o seu lado os inimigos do passado. Tentativas que têm redundado em fracassos.
O último ato explicito de bajulação ocorreu com os vídeos apresentados pelos atuais Comandantes de Forças, elogiando e dando apoio integral ao ministro da Defesa, Aldo Rebelo (PCdoB).
Respeito não se ganha com bajulação, mas com postura de chefe militar.
O cargo de confiança de comandante de Força exige fidelidade ao governo, mas de igual presença na cobrança dos pleitos dos interesses das FFAA.
Lamentável o episódio da cassação do senador Delcídio; e mais deplorável a postura passiva do Senado Federal.

José Geraldo Pimentel

Nova Friburgo, RJ, 30 de novembro de 2015.

Fatos que marcaram a minha vida em 2015

Fui apunhalado pelas costas. A cidade do Rio de Janeiro começa a perder o encanto que sempre tive por ela.
Fatos graves têm influenciado esse desencanto. O mais grave deles diz respeito a um episódio que me vi retirado da ‘Cidade Maravilhosa’ e alojado em um apartamento em Cabo Frio. Minhas filhas alugaram o imóvel e proibiram que sua mãe voltasse a pisar os pés em nosso apartamento no Engenho da Rainha. Eu continuo a frequentá-lo ao menos uma vez ao mês quando vou pegar os boletos para pagar as contas.
Terminado o prazo do aluguel fomos morar em Nova Friburgo na residência de uma das nossas filhas. E pelo visto estou passando a gostar da região serrana. Só ainda não sei se irei me adaptar ao frio.
Está pesando também a minha saída do Rio de Janeiro os achaques que sofri em menos de dez dias, por bandidos travestidos de policiais militares. Em uma blitz quando regressava para casa, depois de ter pagado o CRLV, a fim de agendar a vistoria anual do carro, o policial de posse dos documentos fez uma série de exigências em dinheiro, sob pena de rebocar o carro. Deixei duzentos reais em suas mãos. Dias depois o assaltante foi o elemento que vistoriou o auto num posto do DETRAN na Barra da Tijuca. Disse: ‘O carro está perfeito, mas as letras das placas estão meio apagadas. Libero o carro se colocar no banco do carona a importância de cem reais’. Logo outro inspetor abria a porta e pegava o dinheiro.
Eu já havia tido o carro rebocado no Catumbi por deixá-lo estacionado sobre a calçada numa rua sem movimento. O fiz enquanto ia ao Banco do Brasil. O esforço para sentar ao lado do motorista do reboque, sem assento, e ir até o depósito, fez surgir uma hérnia no ventre.
Confesso que passei a desacreditar na PM da cidade do Rio de Janeiro. Melhor mesmo é mudar de cidade e viver harmoniosamente com gente séria que não complementa o salário achacando as pessoas.

José Geraldo Pimentel

Nova Friburgo, 11 de janeiro de 2016.



DISCURSO DA PRESIDENTE DILMA ROUSSEFF NO CLUBE DO EXÉRCITO

Um reconhecimento fora do tempo

Gostei do discurso lido pela presidente da república, Dilma Rousseff, durante cerimônia de cumprimentos aos oficiais-generais em Brasília/DF. Pela primeira vez a vejo elogiando as Forças Armadas. Não sei se redimindo de suas falas anteriores, ou em busca de apoio para a sua permanência no poder, cujo impeachment é discutido no Congresso Nacional.
A presidente sempre demonstrou a sua origem e formação política. Uma comunista assumida desde os dezesseis anos de idade. Na função de primeira mandatária da nação, - um poste plantado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que sonha voltar ao cargo em 2018, - mostrou que não mantinha grandes amores pelos militares, dizendo-se vítima de torturas quando esteve presa em quartel do Exército em Minas Gerais. Ao ser pressionada na imprensa trazia à tona sua situação de ex-presa política na luta armada. Nada a abalava mais na vida.
Sua paixão pelos militares é tanta que conseguiu dar andamento no Congresso Nacional à criação da Comissão Nacional da Verdade, discutindo e aprovando a Lei 12528/2011, instituída em 16 de maio de 2012. Não abriu mão de escolher os membros da comissão, assessorando-se apenas de um de seus ex-amantes, ex-terrorista como ela própria. Comissão composta por ex-terroristas, advogados e simpatizantes dos militantes da luta armada.
Seu sonho dourado era imitar a ex-presidente da Argentina, Cristina Kirchofer, que consegui levar às barras de um tribunal de exceção, oficiais de alta patente, condenando alguns à prisão perpétua.
Uma vez instalada a comissão cobrou agilidade nos trabalhos, pois acreditava que uma citação nos autos valia tanto quanto uma condenação formal.
Os tempos mudaram e agora procura mostrar respeito pelas FFAA, prometendo não faltar verba para dar andamento nos trabalhos prioritários que cada Força vem desenvolvendo.
Fica no ar: A presidente quer que as FFAA interfiram no andamento do processo do impeachment, livrando-a de sua deposição do poder; ou mudou de pensamento, reconhecendo o papel da instituição no contexto da segurança do país? Acredito na primeira hipótese, mais ainda quando os três comandantes de Forças já manifestaram sua admiração pelo comunista ministro da Defesa, Aldo Rebelo.
Vou dar um voto de confiança aos três comandantes de Forças. Que sua admiração pelo ministro da Defesa não passe de um posicionamento pessoal, e não venha interferir na hora de agir em defesa do país.
O governo que está aí encerrou o círculo de vandalismo, assaltando os cofres da nação impunemente. A varredura para uma moralização completa nas instituições nacionais deve começar pela prisão e banimento da vida pública do ex-presidente a república, Luiz Inácio Lula da Silva. Um ladrão sem compostura que para livrar a sua pele, não se intimida em acusar colaboradores mais íntimos, mesmo os que o colocaram no pedestal do poder. Diz-se inocente, quando é notória a sua participação como líder de todos os eventos que veem infelicitando o Brasil.

José Geraldo Pimentel

Nova Friburgo, 20 de dezembro de 2015.

FALA DA PRESIDENTE DA REPÚBLICA

Discurso em Brasília-DF.

Aúdio.



EX-PRESIDENTE LULA

Historiador desmascara mentiras do PT sobre o Regime Militar
Publicado em 1 de fev de 2016.




CRÔNICA DA SEMANA

Sábado de churrasco

A Márcia havia falado que faria um churrasco. Quando vi lá estava ela limpando a churrasqueira portátil, colocando a mesinha da cozinha na grande área na entrada da casa e uma mesa de centro postada com duas cadeiras.
Ingredientes para o churrasco: alcatra cortada em bifes, linguiça de frango, grumetes e queijo de coalho no palito. O sal grosso temperou a carne. Todos os ingredientes preparados na cozinha e levados para a mesa. Arroz branco, farofa e vinagrete, complementaram o churrasco.
O fogão foi alimentado com carvão.
Logo os primeiros assados eram servidos acompanhados de um vinho suave da serra gaúcha e Coca-cola.
- Se o vinho é do Rio Grande do Sul é bom, apelou a Zeti (minha esposa) examinando o rótulo da garrafa do vinho.
Eu que passei uns tempos refugando qualquer alimento, salvo se fosse fruto do mar, não fiz cerimônia e fui o primeiro a provar o churrasco. A Zeti do meu lado me acompanhou.
Comensais: Eu, a Zeti e a anfitriã da casa (uma das filhas). O cão Spitz, Tui, postou-se debaixo da mesinha de centro, colado aos meus pés que me acomodara sentando no batente da porta e ia pegando as rebarbas.
Quando todos os ingredientes estavam prontos, preparei um prato e dei para uns vizinhos que capinavam a entrada da vila.
O tempo foi fechando e logo desabava um forte temporal. A salvação que tínhamos terminado de almoçar.
Um sábado, dia 2 de janeiro de 2016, marcado por um improviso de um churrasco caseiro.

José Geraldo Pimentel



VÍDEO

Garantia da CIDADANIA...

Colaboração: Cel. Vitor C Freitas




ÍNDICE

“Apesar de tudo ainda existem os que teimosamente se dão pelo Brasil, sem nada esperar em troca!”
José G. Pimentel

EDITORIAL
. A luta do bem contra o mal. (José Geraldo Pimentel).
. Fim de um ciclo. (José Geraldo Pimentel).
. O politicamente correto. (José Geraldo Pimentel).
(...)
. República Popular do Brasil. (José Geraldo Pimentel).

Veja.

CRÍTICA
. Aos meus amigos e aos amigos dos meus amigos. (José Gobbo Ferreira).
. A Metamorfose (?) do Exército Brasileiro? (Gen Valmir Fonseca Azevedo Pereira).
. Carta de uma médica à presidente da república. (Fernanda Melo).
. Resposta do presidente do STF à fala do ex-presidente Lula.
(...)
. A rua petista. (Denis Lerrer Rosenfield).

Veja.

OPINIÃO
. O retrato de um farsante. (Caio Lucas Macedo).
. A revolta dos “idiotas”! (Marco Felício).
. Ajuste fiscal/estratégica petista. (A. C. Monteiro).
. BNDES, um escândalo gigantesco. (Liberato Póvoa).
(...)
. Faltaria guilhotina se o povo soubesse o que se passa, diz Alckmin. (Paulo Gama e Daniel Roncaglia).
. “Direitos humanos”. (Rogério Medeiros Garcia de Lima).

Veja.

COMISSÃO NACIONAL DA VERDADE
Relatório final da Comissão Nacional da Verdade
. Meu ponto de vista sobre a Comissão Nacional da Verdade. (José Geraldo Pimentel).
. As vítimas das vítimas. (Jaime Edmundo Dolce).
. Especial ‘Relatório Final da Comissão Nacional da Verdade’.
(...).

Cartilha ensina como se defender da Gestado petista.
Veja.

FORÇAS ARMADAS
Falecimento do Cel Ustra
. Honras fúnebres na 3ª Divisão de Exército
. Evolução da saúde do Cel Ustra
. Homenagens
. Visão da esquerda sobre a atuação do Cel Ustra no DOI-CODI/SP
. A palavra do Cel Ustra (entrevista).
Leia.
Em alerta
. Comandante do Exército convoca os seus reservistas para o Pro-Ativa.
. Submissão das FFAA.
. Colégio Militar do Rio de Janeiro passou a utilizar material didático de orientação comunista.

Substituições no Comando das Forças Armadas
. O que se espera dos novos comandantes de Forças. (José Gerado Pimentel).
. Salve os novos comandantes militares. (José Gerado Pimentel).
. Saudações ao novo comandante do Exército. (Gen Villas Boas, Clube Militar).
(...)
- Nós militares somos uns fracos!

Veja.

CLUBE MILITAR – A CASA DA REPÚBLICA
. Resposta à pesquisa do Clube Militar.
. O pensamento do Clube Militar.
- A comissão nacional da meia verdade e a lei da anistia.
- Um fio de esperança.
- O Exército de sempre.
. Antonio Gramsci.

Veja.

ATUALIDADES
. Manifestações de ruas.
. O comunismo ganhando corpo no Brasil.
. Plebiscito.
. Terrorismo.

Veja.

Revisão da Lei da Anistia
Veja.
. TRF manda prosseguir ação do caso Rubens Paiva. (Chico Otávio).
. Procuradoria-Geral da República dá parecer a favor da revisão da Lei da Anistia.
. Comissão do Senado aprova revisão da Lei da Anistia. (Evandro Éboli).
. A melhor defesa é o ataque. Reajam! (José Geraldo Pimentel).


O Movimento Cívico-Militar de 31 de Março de 1964
Manoel Soriano Neto.

Edição especial dos 50 Anos da Contrarrevolução de 1964
31 de Março de 1964 – A Verdade.

Dia da Pátria
Veja.
. Eu vi. (José Geraldo Pimentel).
. Desfile de Sete de Setembro de 2014. (Vídeo).
. Sete de Setembro. (José Geraldo Pimentel).
. Um dia para ser esquecido! (José Geraldo Pimentel).
. Como é bom ser brasileiro.
. Orgulho de ser brasileiro. (José Geraldo Pimentel).
. A Pátria. (Rui Barbosa).
. A Pátria. (Olavo Bilac).


Dia do Soldado
Especial.
. Nós, do Exército Brasileiro! (Gen Bda Paulo Chagas).
. Dia do Soldado. (Gen Marco Antonio Felicio da Silva).
. Eu sou um soldado do Exército brasileiro! (José Geraldo Pimentel).
. O recruta 1001. (José Geraldo Pimentel).
. Seguindo o Exemplo de Caxias. (Cel José Gobbo Ferreira).
. Dia do Soldado, nascimento do imortal Duque de Caxias. (Cel Ney de Oliveira Waszak).
. Ele, sim, governa o Brasil! (Aileda de Mattos Oliveira).


O Dia do Exército sem comemorações
Especial.

(Topo)
 
 
Arpoador
Botafogo
Pç. da República
Ex-Livraria Sodiler (Rua São José, Centro)
Flamengo
Helena (Receio dos Bandeirantes)
Largo do Boticário (Cosme Velho)
Marina da Glória
Rocinha (O mestre da pintura e seus alunos)
Santa Teresa
Pç. XV de Novembro (Tião e Rebeca)
Copacabana (Virada de ano)
 
 
FRASE DO DIA
"Nada que não possua um objetivo a atingir, um resultado a conquistar, um enigma a resolver, um mistério a penetrar, me interessa."
Pablo Picasso
 
O silêncio

“Fique em silêncio... Não conteste... Não fale nada sobre as injustiças.
Não se exponha, não reaja e talvez você viva em paz, afinal não está incomodando ninguém. Talvez apenas não consiga dormir por causa dos gritos que vêm de dentro de sua alma clamando por justiça.”

Elis Regina



ÍNDICE

Notícias Nacionais.
Notícias Internacionais.


PROTEÇÃO AOS ANIMAIS


SUA AJUDA É IMPORTANTE

Dê a sua contribuição:
. Proteção aos animais. (Adote um animal).
. A UNEMFA precisa de nossa ajuda.
. Projeto ‘Desafiando o Rio-mar’.
. Wikipédia, a enciclopédia livre.


SELEÇÃO DE ARTIGOS E CRÔNICAS

Vou dar um beijo nas tuas lembranças.
Ácmon Pimentel Pascoal. (5 anos).

O pensamento livre - ‘Falando ao Coração’
Veja.
. Orgulho de ser brasileiro. (José Geraldo Pimentel).
. Confessando com orgulho... (Arnaldo Jabor).
. Onde está o futuro??? (Mauro Rogério).
. As Forças Armadas não estão omissas! (Paulo Chagas).
. Na “Ditadura Militar”, o povo brasileiro era feliz e não sabia. (Luiz José Mendonça).
. As forças divinas nas selvas amazônicas. (Siro Darlan).
. O Sacrifício de Andrômeda. (Lenilton Morato).
. "Se quiser beber, eu bebo". (Antônio Pedro).
. Facebook, o bem e o mal. (Arnaldo Jabor).


Biografia
Artigo de despedida de D. EUGENIO SALES.
. Fonte de paz.

Circe Vidigal
Artigos.
















Velocimetro RJNET



COTAÇÃO


VÍDEOS

A Bolsa Família e a incoerência do presidente Lula

A essência do programa Bolsa Família.

“Os planos do PT pra esse governo, eu acho que eles começaram com a primeira eleição do Lula. A perpetuação do PT no poder. Com o Lula ou com terceira pessoa. Eu me lembro na ocasião em que começaram a falar do bolsa família e tal, eu perguntei ao José Dirceu: “Mas como é que vocês entendem essa questão da bolsa família… porque o Lula sempre falou que as pessoas precisavam ter 3 refeições, o café da manhã, o almoço, o jantar e tal… é nessa linha, ou educar ou não e tal…” E ele me disse: “Olha, você já pensou o que representa isso em matéria eleitoral? Nós vamos beneficiar 12 milhões de famílias, por exemplo. 12 milhões de famílias são mais de 40 milhões de votos.” É isso que é a bolsa família. Quer dizer, não há nada mais profundo do que o problema eleitoral. Quer dizer, você recebe dinheiro pra votar”.
Hélio Bicudo.


NÃO AO COMUNISMO

Pr. Silas Malafaia se diz perseguido pelo PT
(21 de julho de 2014).


Geraldo Vandré contando as verdades do Regime Militar

A versão do artista é totalmente diferente da apresentada pela mídia, Quem manipulou? Quem foi o manipulado? E Por quê?


Cantor Ney Matogrosso em entrevista na TV portuguesa


Vídeos – Parte II
Veja.



LINKS

Blogs
Félix Maier.
Libesfera. (Lista de sites).
Lígia Leal.
Montedo.
Orion Alencastro.
Reinaldo Azevedo.

Sites
Alerta em Rede.
Alerta Total.
A Verdade Sufocada.
Defesa@Net.
Inconfidência.
Infomix.
Mídia Sem Máscara.
Opus Dei.
PNBE.
Prosa &Política. (Andréa Haddad).
Ternuma.
Transparência Brasil.
Tribuna da Imprensa.

Ética na Política
Instituto Millenium.
Observatório da Imprensa.

Notícias de interesse das FFAA
Resenha Diária do Ministério da Defesa.
Resenha OnLine (Exército).

(Volta)
 
 
Copyright: © José G. Pimentel - Todos os direitos reservados.